O que é se hospedar num hostel?

Você já se hospedou num hostel – albergue, como é conhecido por alguns?

Segundo o Wikipédia,  albergue é um tipo de acomodação que se caracteriza pelos preços convidativos e pela socialização dos hóspedes, onde cada convidado pode arrendar uma cama ou beliche, num dormitório partilhado, com casa de banho, lavandaria e por vezes cozinha. No hostel, os hóspedes frequentemente relatam o bom custo benefício na lista de motivos por terem escolhido esse tipo de hospedagem.

 

HISTÓRIA

Foi o professor alemão Richard Schirrmann que iniciou o movimento alberguista, no início do século 20. Adepto das saídas de campo e passeios ao ar livre, ele acompanhava estudantes a idas ao interior da cidade e deparava-se com a falta de opções de estadia para os jovens. Foi em 1912 quando ele inaugurou o primeiro albergue da juventude (ou “youth hostel”), no recém reconstruído Castelo de Altena. (fonte: www.hostelbookers.com)

 

POR QUE HOSTEL?

Os termos “juventude” e “albergue/hostel” já não são necessariamente interligados. Na verdade, uma recente pesquisa entre os clientes HostelBookers revelou que 41% tem mais de 30 anos… então o público-alvo já não são mais times de futebol de colégio ou adolescentes comemorando o aniversário de 18 anos.

Os hostels são baratos porque utilizam espaços compartilhados. Entretanto, não é obrigatório usar tudo em comunidade. A maioria dos albergues oferece quartos privativos, com banheiro próprio, para que você tenha independência e privacidade.

Para brasileiros, o nome albergue está ligado a aventura, mochilão ou desabrigados. E é aí que todo mundo se engana. Existem formas de se acomodar nesse tipo de hospedagem de forma tão confortável quanto em um hotel 3 estrelas e, ainda por cima, se divertir muito mais.

Venha Conhecer o Anhembi Hostel,
E tenha uma incrível experiência de hospedagem!

 

📣@Anhembi Indica #Beco_do_Batman 🗽 🏛 🏭🎼🖼🎶 O Mosteiro de São Bento é um local histórico e religioso localizado no Largo de São Bento, no Centro da cidade de São Paulo. Igreja histórica ornamentada, missas com canto gregoriano e um monastério com padaria própria.E no último domingo de cada mês, é servido um brunch (meio café da manhã, meio almoço) para visitantes. O evento é concorrido e é preciso reservar com meses de antecedência・・・❤🧡💛💚💙

 

 

 

https://pt.hostelbookers.com/blog/albergues/o-que-e-um-albergue/

EM BUSCA DE… MUITO ESTILO

A maioria dos bons hostels de hoje investem para ser modernos e originais. Uma decoração diferente, atenção aos detalhes e um conforto quase caseiro são sempre bons diferenciais. A bela decoração em madeira escura e mobiliário em estilo escandinavo fazem do Oops Hostel em Paris uma opção chique para o viajante mais exigente. Um país que realmente corre na frente quanto a férias estilosas é Portugal. Com uma requintada e impessionante decoração contemporânea, quando tiver a chance, não deixe de conhecer em Lisboa os albergues Lisbon Calling e Lisbon Lounge.

 

EM BUSCA DE… BOA LOCALIZAÇÃO

Hospedagem barata também não significa ficar no fim do mundo, longe de tudo. Muitas propriedades estão bem no coração das cidades, perto das atrações turísticas e da vida noturna. Urbany Hostel em Barcelona tem uma localização central na cidade. Está a 10 minutos da praia e dos pontos turísticos, além de ter belas vistas do terraço. Talvez você prefira uma casa na árvore na Turquia ou um pedaço do paraíso em uma ilha deserta nas Ilhas Cook, com o Backpackers International Hostel e seu imbatível pôr-do-sol, areia e mar.

 

EM BUSCA DE… ROMANTISMO

Sim, existe algo como um hostel romântico. Em Marrakech você pode procurar por um lugar para relaxar, um oásis para fugir da loucura dos souks e saborear um refrescante chá de menta. Pois o Equity Point Marrakech vai superar qualquer expectativa: um mobiliário refinadíssimo, pátio azulejado, terraço e até uma fonte! Outro exemplo é Buenos Aires, com o Art Factory e seu bar chique e badalado. A decoração artística combina perfeitamente com a suíte privativa que, provavelmente, você vai querer.

 

EM BUSCA DE… CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA

Com os viajantes também cada vez mais conscientes da emissão de gás carbônico e outras questões ecológicas, os locais de acomodação econômica também estão fazendo a sua parte para salvar o planeta. Em pleno Havaí, o Hedonisia Eco-Hostel honra o título. Toda a energia é provida por uma planta geotérmica que usa líquidos quentes do subsolo para operar os geradores. Também tem um programa completo de reciclagem e um curioso “banheiro com vista pra o jardim” onde um bidê incentiva o uso limitado de papel higiênico. Menos “alternativo”, o Can Sala, em Girona, na Espanha, denomina-se totalmente auto-sustentável com diversos projetos de permacultura, incluindo em sistemas de água e na agricultura. Lá também tem uma piscina. Natural, obviamente.

 

EM BUSCA DE…MIMOS

Bata o pé por bons serviços. Os hostels normalmente oferecem toalhas e roupas de cama gratuitas, e até WiFi, além de eventos como churrascos e bebidas com desconto no bar. Para as meninas que querem um pouco mais de mimo, o BASE Auckland, na Nova Zelândia, oferece travesseiros fofinhos, uma taça de champanhe cortesia e até chapinha de cabelo! Em Florença, uma longa lista de “comodidades” espera o visitante no Plus Florence, tais como uma academia, piscina, banho turco e um terraço com vista panorâmica.

 

EM BUSCA DE… ALGO DIFERENTE

Viajar sempre combina com aventura. Então que tal radicalizar um pouco e dormir num avião? Ou quase isso. Em Estocolmo, capital da Suécia, vale conhecer o Jumbo Stay, uma aeronave convertida e instalada no aeroporto de Arlanda. Até a cabine do piloto foi transformada em uma luxuosa suíte de casal. Ou então passar a noite em um castelo. O Carbisdale Castle na Escócia, desfruta de uma localização única no topo de uma montanha, com vistas impressionantes sobre o rio Kyle. Sem falar na galeria de fantástica esculturas em mármore.

 

 

MEDO Nº 1: FAZER RESERVA EM UM LUGAR BIZARRO

Assim como ao fazer reservas em hotéis, escolher um lugar horrível pode acontecer no caso dos hostels. Mas tem um jeito muito fácil de evitar problemas (que já tinha ensinado aqui no blog). É o site de albergues Hostel World. Esse site funciona com as duas pontas: os donos de albergues e os hóspedes. É como uma grande comunidade de pessoas que se hospedam nos hostels e dos donos deles. Cada um que se hospeda, é convidado a dar uma nota pro lugar e deixar sua opinião. Todas estas notas juntas geram uma nota geral pro hostel, aí você consegue entender se é uma roubada ou não. Além da nota, é recomendado que você entre e leia algumas opiniões, elas são bem detalhadas e falam dos mínimos defeitos ou das mínimas qualidades, como um atendente prestativo ou o restaurante que fica logo ali. Não tem erro, busque pela cidade, procure pelos “Top Rated” e analise caso a caso. Eu nunca tive surpresas, inclusive em alta temporada, quando está tudo lotado, eu já sabia que o lugar que ia ficar não era assim uma brastemp e fui preparado para o pior.

 

MEDO Nº 2: DIVIDIR QUARTO E BANHEIRO COM GENTE ESTRANHA

As pessoas não sabem, mas não é sempre necessário dividir suas acomodações. Hostels oferecem quartos individuais e privativos, assim como em hotéis. Você paga menos e se hospeda da mesma forma. Mas se resolver encarar um quarto dividido, fique tranquilo que a situação não é tão complicada assim. É impossível garantir que no seu quarto terão apenas pessoas incríveis e amigáveis, mas normalmente você vai saber quem está por lá ao analisar o hostel no site Hostel World. Se for frequentado por pessoas estranhas, que estão viajando pra fazer festa e badalar, com certeza vai ter alguém nos comentários te contando isso. Normalmente você se depara com pessoas do bem, que querem curtir e viajar. Mas, se chegar no quarto e topar com gente estranha, volte até a recepção e negocie a troca do quarto. Já fiquei em mais de 15 albergues Europa afora e passei raiva somente uma vez, justamente no único albergue que encontrei disponível na época do reveillon.

 

Mas e o banheiro? De novo, você vai saber como eles são já na comunidade do Hostel World. Em vários albergues, você tem banheiros comunitários onde você usa ele sozinho, não precisa ter mais gente por perto. Você fecha a porta e é como se estivesse na casa de um amigo. Eu acho muito tranquilo e não sofro com isso, porque nos albergues top rated os banheiros são limpos o tempo todo e é tudo bem cuidado. Já nos albergues onde os banheiros comunitários são utilizados por mais de uma pessoa ao mesmo tempo, ainda assim você tem um espaço interno que vai ser só seu. Você não vai tomar banho em meio a pessoas estranhas! Fique tranquilo!

 

MEDO Nº 3: O ALBERGUE SER FEIO E MAL LOCALIZADO

Certa vez fiquei num albergue em Lisboa que foi, disparado, o melhor que já fiquei na vida. O lugar tem decoração moderna, completamente novo e com uma vibe cultural muito boa. O lugar é administrado por jovens empresários portugueses, que transformaram o hostel em uma super casa de receber amigos. Toda decoração é feita como se fosse a casa deles, temos filmes a noite, jantares deliciosos feito por um chef engraçado, que cozinha no meio de todo mundo, batendo papo como se estivéssemos na casa dele. Os banheiros são lindos e espaçosos. E tudo isso, em localização impecável. Dá só uma olhada nas fotos, este é o Lisbon Lounge.

Se você ficar em algum quarto onde divide o espaço com terceiros, relaxe. Todos oferecem armários exclusivos pra você. Coloque lá sua mochila, seu laptop, câmera, passaporte e dinheiro e vá dormir tranquilo.

 

MEDO Nº 5: FAZER A RESERVA, MAS FICAR SEM QUARTO

Isso só vai acontecer se você der uma de espertão e sair reservando sozinho. Escolha os Top Rated do Hostel World e vá feliz. Você paga 10% do valor da reserva antecipado e no check-in paga o resto.

 

http://blogrumo.com.br/perdendo-o-medo-de-se-hospedar-em-um-hostel/

 

Aqui fica o conteúdo do Post...Aceita HTML, portanto você pode montar o conteúdo do jeito que quiser!!!

#htmlPersonalizado#